Governo Federal quer elevar idade para benefício assistencial

Assim como pretende fazer com a aposentadoria, o Governo Federal também quer aumentar a idade mínima para concessão do benefício assistencial – pagamento de um salário-mínimo mensal para idosos e pessoas com deficiência em condição de miséria.
Hoje é necessário chegar aos 65 anos de idade para ter acesso ao benefício, mas o presidente Michel Temer pensa em elevar para 70. As informações foram divulgadas neste domingo (9) no jornal Folha de S. Paulo.
O Governo pretende, ainda, desvincular o valor pago do salário-mínimo, ou seja, ele poderia ser inferior aos R$ 880,00 que essas pessoas de baixa renda recebem hoje. Segundo a legislação, o benefício só é concedido para quem tem renda familiar individual menor que 25% do salário-mínimo (R$ 220,00). O Orçamento para 2017 prevê gastos de R$ 51 bilhões com ele.
O benefício assistencial não exige que a pessoa tenha contribuído com a Previdência, por isso a União acredita que ele será usado em maior volume quando as regras da aposentadoria mudarem.
A proposta para aposentadoria é idade mínima de 65 anos para homens e mulheres e pelo menos 25 anos de contribuição.
Fonte: www.previdenciatotal.com.br